O que quer dizer na Bíblia: Segundo a ordem de Melquisedeque?

Código VC6-E10-P

VIEW:558 DATA:2020-03-20

O que quer dizer na Bíblia: Segundo a ordem de Melquisedeque?

Muitos geram a idéia o que seja a ordem de Melquisedeque, vemos textos que determinam essa função de ordem de Melquisedeque. Para compreender corretamente o termo "ordem" H1700 ,que significaria "Um arranjo ou colocação de algo que cria ordem" necessitamos compreender o termo nas pontes das línguas originais do texto, que seriam o hebraico e o grego. Em Salmos 110:4, temos o hebraico, mas temos sua ponte grega na septuaginta .

Temos portanto a vertente hebraica "dibrâh", e o seu paralelo grego "taxis", em ambos os dicionários temos o termo ordem como intercessão, de fato nenhum deles gera o significado de mandado, ou seja ordem não é que foi o tipo "João ordenou a Pedro trabalhar", de fato a idéia dos dois termos é ordem de sequência. Mas devemos entender que a raiz principal do termo é igualdade entre duas coisas, ou seja estamos determinando que Melquisedeque é semelhante em posição ao Ungido. Definindo que tanto Melquisedeque como o Ungido são sacerdotes eternamente.

O que temos em grego é que "taxis" vem da raiz "tasso", que define cabalmente uma ordem de dignidade oficial. O que claramente se demonstra a vertente do texto "um só Mediador entre Deus e os homens, Cristo Jesus, homem". Se formos para o hebraico temos "dibrâh", que é o feminino de "dâbâr", que tem por radical "dâbâr", que envolve o conceito de ligação que é apontar, ou definir, assim o fundamento da "ordem", é informar. No verso temos então que Jesus e Melquisedeque estão definidos na mesma escala. O sistema de idealizar sucessão por morte não cabe aqui pois o termo em grego e hebraico não fundamenta a necessidade de morte, nem que o outro seja obrigado a deixar o que estava fazendo, ou seja Melquisedeque não deixa de ser sacerdote por que Jesus é sacerdote, apenas é apresentado que Jesus é sacerdote. Neste caso mesmo sendo sacerdote em semelhança a Melquisedeque Jesus possui as ferramentas para interceder pelo homem, ou seja é homem. Definir que Jesus seja homem não o impossibilita de ser Deus, deve se entender que o termo Deus em português advém do Theos grego que vem do proto-europeu que significa do céu, assim o que vem do céu é Deus, e divino é a característica do que provem do céu. No conceito hebraico temos Elohim, que é a existência de Deus na sua forma ampliada, de forma que tudo que atua sobre a obediência do controle divino é Deus. Ora assim com todos os fundamentos lingüísticos não se esta definindo que Jesus não seja Deus apenas não se esta analisando por este campo de visão.

 O que fundamentamos é que no conceito definido da "ordem de Melquisedeque", temos que a necessidade de Jesus como integrante da humanidade é necessária para a intercessão,"Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer- se das nossas fraquezas; porém um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado." . Assim podemos observar que a ordem levítica somente era uma sombra, visto que "porque é impossível que o sangue de touros e de bodes tire pecados", ou seja é natural observar que as ações dos levitas eram apenas sombra, pois de fato não perdoava pecados. Dessa forma temos que o verdadeiro sacerdote eterno é Melquisedeque, mas enquanto obra de expiação não poderia ser feito, ficando ao cargo de transmitir e atuar a vontade divina aos homens.

Assim mesmo Jesus sendo da ordem de Melquisedeque tal esta com uma função que não poderia ser feita por Melquisedeque, que é a expiação por seu sangue, visto que "de tanto melhor pacto Jesus foi feito fiador.", de fato os levitas não podem ser sacerdotes eternos por causa da morte "E, na verdade, aqueles foram feitos sacerdotes em grande número, porque pela morte foram impedidos de permanecer", assim somente um sacerdote eterno do mesma classificação de Melquisedeque poderia "mas este, porque permanece para sempre, tem o seu sacerdócio perpétuo.", ser o verdadeiro sacerdote e não um Levíta.

De fato por se saber antecipadamente que os sacerdotes levitas não serviriam para de fato ser sacerdote, sendo apenas sacerdote tipológico, temos que as doze tribos e mesmo Israel político ser uma tipologia, sendo os fatos reais o que realmente é, os fatos reais, como as ações divinas que ocorrem no Céu, e as atuações e ocorrências na terra mediante as profecias. Assim os efeitos sacerdotais levíticos e as normas que regem este efeito são "são sombras das coisas vindouras; mas o corpo é de Cristo". Deve se ter em mente o que são normas levíticas e o que são normas de amor. Deve se saber o que é pecado para se purificar pela obediência. Ora obedecer a Deus não é regra levítica, visto que Abrão não tinha sacerdote levita e obedecia a Deus, como Noé, Enoque e outros






Norway

FACEBOOK

Participe de nossa rede facebook.com/osreformadoresdasaude

Novidades, e respostas das perguntas de nossos colaboradores

Comments   2

BUSCADAVERDADE

Visite o nosso canal youtube.com/buscadaverdade e se INSCREVA agora mesmo! Lá temos uma diversidade de temas interessantes sobre: Saúde, Receitas Saudáveis, Benefícios dos Alimentos, Benefícios das Vitaminas e Sais Minerais... Dê uma olhadinha, você vai gostar! E não se esqueça, dê o seu like e se INSCREVA! Clique abaixo e vá direto ao canal!


Saiba Mais

  • Image Nutrição
    Vegetarianismo e a Vitamina B12
  • Image Receita
    Como preparar a Proteína Vegetal Texturizada
  • Image Arqueologia
    Livro de Enoque é um livro profético?
  • Image Profecia
    O que ocorrerá no Armagedom?

Tags

Melquisedeque, ritual do santuário, santuário celestial, Sacerdote Eterno, Jesus