A terceira parábola.

Código VC12-E19-P

VIEW:104 DATA:2020-03-20

Os dois monstros mencionados em 60.7 também são mencionados no livro de Jó, possivelmente o livro mais antigo da Bíblia. Veja Jó 40.15 e 41.1. Behemoth é "a besta" e Leviathan é "o monstro do caos", mas o que eles representam, no livro de Enoch, não é esclarecido.Ao 60.10, os Vigilantes dizem que é um segredo e logo mudam de assunto.

Aos 60.1 Enoque dá a sua idade; está escrito como 500 e não 50 nas cópias etíopes. Eu sinto que isso deve ser devido a um erro de transcrição antigo, então eu substituí 50 como a alternativa mais provável. Suspeito que Enoch tivesse acabado de calcular sua idade exata pelos Vigilantes, com base na história de seu nascimento, o que seria algo raro de se saber nos dias anteriores ao uso diário dos calendários.

58.1 E comecei a falar A Terceira Parábola .

Sobre o justo e sobre o escolhido.

58.2 Bendito és tu, justo e escolhido, porque a tua sorte será gloriosa!

58.3 E os justos estarão à luz do Sol e dos escolhidos à luz da vida eterna. E não haverá fim para os dias da sua vida e os dias do Santo serão sem número.

58.4 E eles buscarão a luz e encontrarão justiça com o Senhor dos Espíritos. Paz seja para os justos com o Senhor do Mundo!

58.5 E depois disto será dito ao Santo que eles devem buscar no céu os segredos da justiça, o lote da fé; porque se tornou brilhante como o Sol sobre o solo seco e as trevas passaram.

58.6 E haverá luz incessante, e até um limite de dias, eles não virão, pois trevas terão sido destruídas anteriormente. E a luz durará diante do Senhor dos Espíritos, e a luz da retidão permanecerá na frente do Senhor dos Espíritos, para sempre.

60.1 No qüinquagésimo ano, no sétimo mês, no décimo quarto dia do mês da vida de Enoque. Nessa parábola, vi como o Céu dos Céus foi abalado violentamente, e a Hóstia do Altíssimo e dos Anjos, mil e dez mil vezes dez mil, ficaram extremamente perturbados.

60.2 E então eu vi o Chefe dos Dias sentado no trono de sua glória e os Anjos e justos estavam sentados ao redor dele.

60.3 E um grande tremor me tomou, e o medo tomou conta de mim, e meus lombos desabaram e cederam, e todo o meu ser se derreteu, e eu caí sobre o meu rosto.

60.4 E o Santo Miguel enviou outro Santo Anjo, um dos Santos Anjos, e ele me criou; e quando ele me levantou, meu espírito retornou, pois eu tinha sido incapaz de suportar a visão daquele hospedeiro, e a perturbação, e

o tremor do céu.

60.5 E o Santo Michael me disse:

“Que visão te perturbou assim? Até hoje o dia da Sua misericórdia durou e ele tem sido misericordioso e há muito sofrido com aqueles que habitam em terra seca.

60.6 E quando chega o Dia, e o Poder, e o Castigo, e o Julgamento que o Senhor dos Espíritos preparou para aqueles que adoram o Justo Julgamento, e para aqueles que negam o Justo Julgamento, e para aqueles que levam o Seu nome em vão - e esse Dia foi preparado. Para o convênio escolhido, mas para os pecadores uma visitação ”.

60.7 E nesse dia dois monstros serão separados um do outro, um monstro feminino cujo nome é Leviathan, para habitar nas profundezas do mar, acima das fontes das águas.

60.8 E o nome do macho é Behemoth, que ocupa com o peito um imenso deserto chamado Dendayn, a leste do Jardim, onde moram os escolhidos e os justos. Onde meu bisavô foi recebido, que era sétimo de Adão, o primeiro homem que o Senhor dos Espíritos fez.

60.9 E pedi a esse outro Anjo que me mostrasse o poder desses monstros, como eles foram separados em um dia e jogados, um para as profundezas do mar e o outro para o solo seco do deserto.

60.10 E ele me disse: "Filho do homem, você aqui deseja saber o que é secreto".

60.24 E o Anjo da Paz, que estava comigo, disse-me: “Estes dois monstros, preparados de acordo com a grandeza do Senhor, os alimentarão àquele castigo do Senhor. E as crianças serão mortas com suas mães e filhos com seus pais.

60.25 Quando a punição do Senhor dos Espíritos repousa sobre eles, ela permanecerá descansando para que a punição do Senhor dos Espíritos não venha em vão sobre estes. Depois, o julgamento será de acordo com a Sua

misericórdia e sua paciência ”.

61.1 E naqueles dias, eu vi longas cordas dadas a esses Anjos e eles adquiriram asas para si mesmos, e voaram, e foram para o norte.

61.2 E eu perguntei ao anjo, dizendo:

“Por que estes tomaram as longas cordas e foram?” E ele me disse: “Eles foram para que pudessem medir”.

61.3 E o anjo que foi comigo disse-me:

“Estes trarão as medidas dos justos e as cordas dos justos aos justos, para que possam confiar no nome do Senhor dos Espíritos para todo o sempre.

61.4 Os escolhidos começarão a habitar com os escolhidos, e essas medidas serão dadas à fé e fortalecerão a justiça.

61.5 E estas medidas revelarão todos os segredos das profundezas da Terra, e aqueles que foram destruídos pelo deserto, e aqueles que foram devorados pelos peixes do mar, e pelos animais, para que possam retornar e confiar no Dia. do escolhido. Pois ninguém será destruído diante do Senhor dos Espíritos e ninguém poderá ser destruído ”.

61.6 E todos aqueles nos Céus acima receberam um comando, e poder, e uma voz, e uma luz como fogo foi dada a eles.

61.7 E Ele, antes de tudo, eles abençoaram, exaltaram e louvaram com sabedoria. E eles se mostraram sábios na fala e no espírito da vida.

61.8 E o Senhor dos Espíritos colocou o Escolhido no trono de sua glória, e ele julgará todas as obras dos Santos no Céu acima, e na Balança ele pesará suas ações.

61.9 E quando ele ergue o rosto para julgar seus caminhos secretos de acordo com a palavra do nome do Senhor dos Espíritos, e seu caminho de acordo com o caminho do Justo Julgamento do Senhor Altíssimo, todos falarão a uma só voz e abençoe e louve e exalte e glorifique o Nome do

Senhor dos espíritos.

61.10 E ele chamará toda a Hoste dos Céus e todos os Santos acima, e a Hoste do Senhor, os Querubins, e os Serafins, e os Ophannim, e todos os Anjos do Poder, e todos os Anjos dos Principados. e o Escolhido e a outra hoste que está sobre a terra seca e sobre a água naquele dia.

61.11 E levantarão uma voz e abençoarão, e louvarão, e glorificarão e exaltarão, no espírito da fé, no espírito da sabedoria e da paciência, e no espírito de misericórdia, e no espírito da justiça e paz, e no espírito de bondade. E todos eles dirão em uma só voz: “Bendito seja Ele, e abençoado seja o nome do Senhor dos Espíritos para todo o sempre”.

61.12 Todos aqueles que não dormem no céu acima o abençoarão. Todos os Seus Santos que estão no Céu, o abençoarão, e todos os escolhidos que habitam no Jardim da Vida, e todo espírito capaz de abençoar, louvar e exaltar e santificar o seu Santo Nome. E toda carne que, no limite de seu poder, louvará e abençoará seu nome para todo o sempre.

61.13 Pois grande é a misericórdia do Senhor dos espíritos, e ele é longânimo; e todas as suas obras e todas as suas forças, tantas quantas ele fez, ele revelou aos justos e aos escolhidos, em Nome do Senhor dos Espíritos.

62.1 E assim o Senhor ordenou aos reis, e aos poderosos e exaltados, e àqueles que habitam sobre a terra, e disse: "Abra seus olhos e levante seus chifres se você for capaz de reconhecer o Escolhido."

62.2 E o Senhor dos espíritos sentou-se no seu trono de glória, e o espírito de justiça foi derramado sobre ele, ea palavra da sua boca mata todos os pecadores e todos os sem lei, e eles são destruídos na frente dele.

62.3 E naquele Dia, todos os reis e os poderosos e exaltados, e aqueles que possuem a terra, se levantarão e eles verão e reconhecerão como ele se senta no Trono de Sua Glória. E os justos são julgados em justiça à sua frente, e nenhuma palavra ociosa é falada à sua frente.

62.4 E a dor virá sobre eles como sobre uma mulher em trabalho de parto, para quem dar à luz é difícil quando seu filho entra na boca do útero, e ela tem dificuldade em dar à luz.

62.5 E metade deles olharão para o outro, e ficarão aterrorizados, e abaixarão os seus rostos, e a dor os tomará quando virem aquele filho de uma mulher sentada no trono de Sua glória.

62.6 E os poderosos reis e todos os que possuem a terra louvarão e abençoarão e exaltarão Aquele que governa tudo o que está oculto.

62.7 Pois desde o princípio aquele Filho do Homem estava oculto, e o Altíssimo o mantinha na presença de Seu poder, e revelou-o somente aos escolhidos.

62.8 E a comunidade do Santo e do escolhido será semeada e todos os escolhidos estarão diante dele naquele dia.

62.9 E todos os poderosos reis, e os exaltados, e os que dominam a terra seca, cairão perante ele, sobre seus rostos e culto; e eles colocarão suas esperanças naquele Filho do Homem, e o suplicarão, e pedirão misericórdia dele.

62.10 Mas o Senhor dos Espíritos então os pressionará para que eles se apressem a sair de diante Dele, e seus rostos se encham de vergonha, e as trevas cresçam mais em seus rostos.

62.11 E os Anjos do Castigo os levarão para que eles possam retribuí-los pelo erro que fizeram a Seus filhos e a Seus escolhidos.

62.12 E eles se tornarão um espetáculo para os justos e para Seus escolhidos; eles se regozijarão sobre eles, pois a ira do Senhor dos Espíritos repousará sobre eles, e a espada do Senhor dos Espíritos será embriagada com eles.

62.13 E os justos e os escolhidos serão salvos naquele dia e eles nunca verão os rostos dos pecadores e os sem lei a partir de então.

62.14 E o Senhor dos Espíritos permanecerá sobre eles e com aquele Filho de

Eles habitarão e comerão, deitarão e se levantarão para todo o sempre.

62.15 E os justos e os escolhidos sairão da terra e não terão mais demido, e vestirão as vestes da vida.

62.16 E isto será uma veste de vida do Senhor dos espíritos; e suas vestes não se desgastarão, e sua glória não falhará, diante do Senhor dos Espíritos.

63.1 Naqueles dias, os poderosos reis que possuem a terra seca implorarão aos Anjos de Seu Castigo a quem eles foram entregues, para que possam lhes dar um pouco de descanso. E para que eles possam cair e adorar na frente do Senhor dos Espíritos, e confessar seus pecados na frente dele.

63.2 E eles abençoarão e louvarão o Senhor dos Espíritos, e dirão: “Bendito seja o Senhor dos espíritos, e o Senhor dos reis, o Senhor dos poderosos, e o Senhor dos ricos, e o Senhor da Glória, e o Senhor da Sabedoria!

63.3 E tudo o que é secreto é claro à vossa frente, e o vosso poder é para todas as gerações, e a vossa glória é para todo o sempre. Profunda e sem número são todos os seus segredos e sua justiça está além do limite.

63.4 Agora percebemos que devemos louvar e abençoar o Senhor dos reis e aquele que é o Rei sobre todos os reis.

63.5 E dirão: “Que nos seja dado um descanso, para que possamos louvar, agradecer, abençoar e fazer nossa confissão diante de Sua glória.

63.6 E agora ansiamos por uma pausa, mas não a encontramos; somos expulsos e não o obtemos; e a luz passou de diante de nós, e a escuridão será nossa morada para todo o sempre.

63.7 Porque não nos confessamos diante dele, e não louvamos o nome do Senhor dos reis, e não louvamos a Deus por todas as suas obras, mas as nossas esperanças estão no cetro do nosso reino e nossa glória.

63.8 E no dia de nossa aflição e aflição, ele não nos salva, e não encontramos descanso para fazer nossa confissão de que nosso Senhor é fiel em todas as suas ações e em todos os seus julgamentos e justiça, e que seus julgamentos não mostram respeito pelas pessoas.

63.9 E passamos diante dele por causa de todas as nossas obras e todos os nossos pecados foram contados com exatidão ”.

63.10 Então eles dirão a eles: “Nossas almas estão fartas de posses obtidas por iniqüidade, mas elas não impedem que nós caiamos nas chamas do tormento do Sheol.”

63.11 E depois disso suas faces se encherão de escuridão e vergonha diante do Filho do Homem, e serão afastados dele. E a espada habitará entre eles - diante dele.

63.12 E assim diz o Senhor dos Espíritos: “Esta é a Lei e o Julgamento para os poderosos, e os reis e os exaltados, e para aqueles que possuem a terra seca, diante do Senhor dos Espíritos.”

64.1 E vi outras figuras escondidas naquele lugar.

64.2 Eu ouvi a voz do Anjo dizendo: “Estes são os Anjos que desceram do Céu para a Terra e revelaram o que é segredo para os filhos dos homens, e desencaminharam os filhos dos homens, para que cometessem pecado.”

68.2 E naquele dia o Santo Michael respondeu a Rafael, dizendo: “O poder do espírito me agarra e me faz tremer por causa da dureza do julgamento dos Anjos. Quem pode suportar a dureza do juízo que foi executado e diante do qual eles se fundem com medo? ”

68.3 E o Santo Michael respondeu a Rafael novamente, e disse-lhe:

“Quem não suavizaria seu coração e cuja mente não seria perturbada por essa palavra? O julgamento saiu contra eles, contra aqueles a quem eles levaram como este.

68.4 Mas sucedeu que, quando se apresentou perante o Senhor dos espíritos, o Santo Miguel falou da seguinte maneira a Rafael: “Eu não tomarei a sua parte sob os olhos do Senhor, porque o Senhor dos espíritos está irado com eles, porque eles agem como se fossem o Senhor.

68.5 Por causa disso, o julgamento oculto virá sobre eles para todo o sempre; porque nenhum outro anjo, nem homem algum, receberá a sua sorte, mas só eles receberam o seu julgamento para todo o sempre.

69.1 E depois deste julgamento eu os aterrorizarei, e os farei tremer, porque eles mostraram isto àqueles que habitam em terra seca. ”

69.2 E eis que os nomes daqueles Anjos: - O primeiro deles é Semyaza, e o segundo Artaqifa, e o terceiro Armen, e o quarto Kokabiel, e o quinto Turiel, e o sexto Ramiel, e o sétimo Daniel, e o o oitavo Nuqael, e o nono Baraqiel, e o décimo Azazel, e o décimo-primeiro Armaro, o décimo segundo Batriel, o décimo terceiro Basasael, o décimo quarto Ananel, o décimo quinto Turiel, o décimo sexto Samsiel, o décimo sétimo Yetarel, o décimo oitavo Tumiel, o décimo nono Turiel, o vigésimo Rumiel, o vigésimo primeiro Azazel.

69.3 E estes são os chefes dos seus anjos, e os nomes dos líderes de centenas e seus líderes de cinquenta e seus líderes de dez.

69.4 O nome do primeiro é Yequn; este é o que desencaminhou todos os filhos dos santos anjos, e os levou para o chão seco, e os desviou através das filhas dos homens.

69.5 E o nome do segundo é Asbeel; este sugeriu um plano maligno aos filhos dos Santos Anjos e os desencaminharam, de modo que corromperam seus corpos com as filhas dos homens.

69.6 E o nome do terceiro é Gadreel; este é o que mostrou todos os golpes mortais para os filhos dos homens. E ele conduziu a Eva. E mostrou as armas da morte aos filhos dos homens, o escudo e o peitoral, e a espada para matar, e todas as armas da morte para os filhos dos homens.

69.7 E da sua mão saíram contra os que habitam a terra seca desde aquela época, para todo o sempre.

69.8 E o nome do quarto é Penemue; este mostrou aos filhos dos homens o amargo e o doce e mostrou-lhes todos os segredos da sua sabedoria.

69.9 Ele ensinou aos homens a arte de escrever com tinta e papel, e através disso muitos se desviaram, desde a eternidade até a eternidade, e até hoje.

69.10 Pois não foram criados homens para isto, para que confirmassem sua fé assim, com caneta e tinta.

69.11 Pois os homens não foram criados de maneira diferente dos anjos, para que pudessem permanecer justos e puros, e a morte, que destrói tudo, não os teria tocado; mas através deste conhecimento deles eles estão sendo destruídos e através deste poder a morte os consome.

69.12 E o nome do quinto é Kasdeyae; esta mostrou aos filhos dos homens todos os golpes malignos dos espíritos e dos demônios, e os golpes que atacam o embrião no útero, de modo que ele aborta. E os golpes que atacam a alma: a mordida da serpente. E os golpes que ocorrem ao meio-dia e o filho da serpente - que é forte.

69.13 E esta é a tarefa de Kesbeel, o chefe do juramento, que mostrou o juramento aos Santos quando ele habitou no alto em glória. E o nome dele é Beqa.

69.14 E este disse ao Santo Miguel que ele deveria mostrar-lhe o nome secreto para que eles pudessem mencionar no juramento, para que aqueles que mostrassem aos filhos dos homens tudo o que é secreto, tremessem diante daquele nome e juramento.

69.15 E este é o poder deste juramento, pois é poderoso e forte, e ele colocou este juramento, Akae, a cargo do Santo Miguel.

69.16 E estes são os segredos deste juramento, e eles são fortes através deste

juramento, e o Céu foi suspenso, antes que o mundo fosse criado e para sempre.

69.17 E através dela a terra foi fundada sobre as águas, e dos recessos ocultos das montanhas vêm belas águas, desde a criação do mundo e para sempre.

69.18 E através desse juramento o mar foi criado, e como sua fundação, para o tempo de ira, ele colocou para ele a areia, e isto não vai além dela, da criação do mundo e para sempre.

69.19 E através desse juramento as profundezas foram firmadas, e elas permanecem e não se movem de seu lugar, da criação do mundo e para sempre.

69.20 E através desse juramento o Sol e a Lua completam seu curso e não transgridem seu comando, desde a criação do mundo e para sempre.

69.21 E através desse juramento as estrelas completam seu curso, e ele chama seus nomes, e eles lhe respondem, desde a criação do mundo e para sempre.

69.22 E também os espíritos da água, dos ventos e de todas as brisas, e os seus caminhos, segundo todos os grupos dos espíritos.

69.23 E estão guardados os armazéns do som do trovão e da luz do relâmpago; e ali estão guardados os armazéns do granizo, a geada e os armazéns da neblina e os armazéns da chuva e do orvalho.

69.24 E todos estes fazem sua confissão e dão graças diante do Senhor dos Espíritos e cantam louvores com todo o seu poder. E a comida deles consiste em todos os seus agradecimentos e eles dão graças, louvam e exaltam, em nome do Senhor dos Espíritos, para todo o sempre.

69.25 E este juramento é forte sobre eles e através dele eles são mantidos seguros e seus cursos não são perturbados.

69.26 E tiveram grande alegria e foram abençoados, louvados e exaltados, porque o nome daquele Filho do Homem lhes fora revelado.

69.27 E ele sentou-se no Trono de Sua Glória e todo o julgamento foi dado ao Filho do Homem e ele fará com que os pecadores passem e sejam destruídos da face da Terra.

69.28 E aqueles que desviaram o mundo serão amarrados em correntes e serão encerrados no lugar de reunião da sua destruição, e todas as suas obras passarão da face da terra.

69.29 E a partir de então não haverá nada corruptível. Pois aquele Filho do Homem apareceu e sentou-se no Trono da Sua Glória, e todo o mal passará e sairá de diante dele; e a palavra daquele Filho do Homem será forte diante do Senhor dos Espíritos.

Esta é a terceira parábola de Enoque.

 

 

 




Norway

FACEBOOK

Participe de nossa rede facebook.com/osreformadoresdasaude

Novidades, e respostas das perguntas de nossos colaboradores

Comments   2

BUSCADAVERDADE

Visite o nosso canal youtube.com/buscadaverdade e se INSCREVA agora mesmo! Lá temos uma diversidade de temas interessantes sobre: Saúde, Receitas Saudáveis, Benefícios dos Alimentos, Benefícios das Vitaminas e Sais Minerais... Dê uma olhadinha, você vai gostar! E não se esqueça, dê o seu like e se INSCREVA! Clique abaixo e vá direto ao canal!


Saiba Mais

  • Image Nutrição
    Vegetarianismo e a Vitamina B12
  • Image Receita
    Como preparar a Proteína Vegetal Texturizada
  • Image Arqueologia
    Livro de Enoque é um livro profético?
  • Image Profecia
    O que ocorrerá no Armagedom?

Tags

tag