*Filosofia e a Bíblia

Código NC5-E1-P

VIEW:773 DATA:2020-03-20
Muitos filósofos defendem que a bíblia, principalmente no que tange a criação, tem a ver com um conceito ligado ao que a maioria dos historiadores dizem ser a evolução do homem.
Por exemplo, a maioria dos historiadores dizem que o homem era caçador e coletor. Ou seja, comiam animais de caça e frutas que haviam no caminho, e que depois se tornou agricultor, no aprendizado da agricultura. E que tal coisa está no verso:
Por isso o Senhor Deus o mandou embora do jardim do Éden para cultivar o solo do qual fora tirado.
Gênesis 3:23
Neste ponto, os filósofos criam a idéia que o Éden compreende o período em que o homem vivia da caça, no período após o Éden estava preso à terra e assim no local onde cresceu, acabaria morrendo. Pode até parecer bonito, se não fosse contrário ao que define a bíblia.
De fato filósofos usam a bíblia no sistema de anular diversos versos que vão contra eles, e aceitar alguns que são favoráveis. De fato isso é hipocrisia, pois seria como um conhecido ditado.
"Tirando os mortos e feridos todos se salvaram."
O que isso quer dizer? Que existe um erro de lógica, pois se tirar os mortos e feridos, todos não se salvaram, salvaram alguns e não todos! Dessa mesma forma o uso da bíblia tem que ser de forma lógica e não pegando versos e anulando outros. Qualquer livro, ou estudo, ou até em um julgamento, se você retirar frases e ficar apenas com o que deseja, pode condenar qualquer um. Um livro ou texto deve ser analisado em sua forma completa. Filósofos que buscam anular versos para ficar com outros, estão meramente deturpando o conteúdo do texto. Nenhum escritor desejaria que se fizesse tal coisa com seus escritos desvirtuando-os.
Por exemplo, no texto bíblico que fala de cultivar o solo, após a expulsão do Éden temos o verso:
Disse Deus: Eis que lhes dou todas as plantas que nascem em toda a terra e produzem sementes, e todas as árvores que dão frutos com sementes. Elas servirão de alimento para vocês.
Gênesis 1:29
Segundo os historiadores os homens antes eram caçadores, basicamente comiam carne, e a caça era símbolo de poder, e aprovação dos deuses. Mas no texto bíblico define que antes de sair do Éden a alimentação do homem era completamente vegetariana. Fosse uma análise antropológica, em relação ao texto bíblico, seria contrário ao que muitos historiadores consideram, pois nos primeiros versos o homem seria vegetariano, e não mais um grande caçador. De fato, o conceito da maioria dos historiadores, não se consegue em nada ligar ao relato bíblico de Gênesis. Isso ocorre pois a caça de animais na criação, não é importante, o que vai totalmente contra as imaginações filosóficas que alguns tentam fazer com a bíblia.
Fossem criteriosamente lógicos, saberiam que não se tem paralelo com os conceitos pré-históricos desenvolvidos pela maioria dos historiadores. Claramente visto que o ponto principal do sistema antropológico, criado é que exista uma importância fundamental sobre a caça. De fato no conceito destes historiadores, da pré-história, a caça era vista até por ligação divina. Mas nos textos iniciais do Gênesis a caça nem é definida como importante.
O grande problema é que na maioria dos casos, os filósofos são apenas filósofos, os historiadores, apenas historiadores, a fundamentação lógica é anulada, pela validação de um conceito abstrato. Ora, para o abstrato, nada é o que é, e o que é pode ser o que eu desejo que seja. Fundamento totalmente anti-lógico.
Biologicamente, o homem não é carnívoro, sua saliva não é ácida, seu intestino é longo, e a alimentação cárnea favorece o aparecimento de câncer de colo. Assim, de fato o verso em que o homem foi feito para se alimentar de frutas e vegetais é muito mais biológico, do que o ato de comer carne de caça. De fato o uso de alimentação vegetal também é muito mais econômico no que tange o ciclo energético terrestre, do que o consumo de carne. De fato se fosse calculado o gasto de energia com produção de gado e o gasto de energia para produção de alimentos vegetais, se poderia analisar que a fome no mundo poderia ter acabado.
A pegada humana na terra vem aumentando a devastação para busca de pasto, o que vemos na bíblia que o fundamento da criação do homem não está no ato de se alimentar com carne. Isso de fato é mostrado por diversos pensadores.
Leonardo da Vinci disse: “Meu corpo não será um túmulo para outras criaturas”!
"Que horror é meter entranhas em entranhas, engordar um corpo com outro corpo, viver da morte de seres vivos." disse Pythagoras
"Nada beneficiará tanto a saúde humana e aumentará as chances de sobrevivência da vida na terra quanto a evolução para uma dieta vegetariana. A ordem de vida vegetariana, por seus efeitos físicos, influenciará o temperamento dos homens de uma tal maneira que melhorará em muito o destino da humanidade." disse Albert Einstein
De fato os lógicos, analisam que a melhor saúde encontra em cuidar da saúde, enquanto que os filósofos, definem que a saúde é estar feliz. A característica gerada é que os filósofos normalmente constroem que a vontade não é controlada, e assim o estar feliz está ligado a destruir um pouco o corpo e que essa leve destruição é felicidade. Já os lógicos definem que a vontade pode ser alterada e que as leis físicas e biológicas devem ser observadas, e a vontade deve estar atrelada a estas leis.
Assim, exercícios físicos, alimentação ecologicamente correta, atrelado a uma educação holística, gera real conceito de alegria, o que os filósofos duvidam do que é real? De fato os filósofos gostam de girar sobre a dúvida do que é real quando a consequência não é instantânea.
De fato não irá encontrar filósofos dizerem que uma pessoa vive melhor se ela se suicidar. A não ser que, tal filósofo construa uma situação em que o homem está em tortura quando em vida. Ora, observar as regras, é a realidade e tais regras devem estar atreladas ao que se educa como felicidade.
Os filósofos normalmente não conseguem escapar de que as leis físicas são imutáveis, e que a vontade humana é variável. Se uma coisa é fixa, então tentar mudar algo fixo é impossível.
Por exemplo, o homem não voa como um super homem, mas o filósofo busca a idéia que voa sim, pois cria máquinas como avião. Mas novamente isso é uma falácia, pois tal máquina necessita de diversas ferramentas que obedecem diversas leis de aerodinâmica, e tem gastos energéticos que seguem leis físicas.
De fato os filósofos têm pavor do conhecimento físico, assim ao ler Gênesis devemos observar pelo lado físico, por mais que as pessoas achem que não é assim, mas podemos ver no verso:
Pois desde a criação do mundo os atributos invisíveis de Deus, seu eterno poder e sua natureza divina, têm sido vistos claramente, sendo compreendidos por meio das coisas criadas, de forma que tais homens são indesculpáveis;
Romanos 1:20
Assim, pelo conhecimento físico podemos ver a Deus, de forma indesculpável.





Norway

FACEBOOK

Participe de nossa rede facebook.com/osreformadoresdasaude

Novidades, e respostas das perguntas de nossos colaboradores

Comments   2

BUSCADAVERDADE

Visite o nosso canal youtube.com/buscadaverdade e se INSCREVA agora mesmo! Lá temos uma diversidade de temas interessantes sobre: Saúde, Receitas Saudáveis, Benefícios dos Alimentos, Benefícios das Vitaminas e Sais Minerais... Dê uma olhadinha, você vai gostar! E não se esqueça, dê o seu like e se INSCREVA! Clique abaixo e vá direto ao canal!


Saiba Mais

  • Image Nutrição
    Vegetarianismo e a Vitamina B12
  • Image Receita
    Como preparar a Proteína Vegetal Texturizada
  • Image Arqueologia
    Livro de Enoque é um livro profético?
  • Image Profecia
    O que ocorrerá no Armagedom?

Tags

Bíblia, gênesis, filosofia, antropologia, pré-história, vegetarianismo, criação, melhor alimentação, verdade absoluta, verdade relativa